Dedo em gatilho

Dedo em gatilho

Os pacientes com artrite reumatoide estão sujeitos a diversas manifestações da doença, como por exemplo, outras inflamações e até mesmo deformidades. Uma dessas alterações é o dedo em gatilho.

Dedo em gatilho é um tipo de tenossinovite estenosante dos flexores da mão (inflamação nas articulações dos dedos) caracterizada pela presença de nódulos nos tendões responsáveis pela flexão do dedo. Nessas condições, o dedo permanece travado, rígido e dobrado. Quando se estende ou o estica, normalmente há um clique semelhante ao disparo de um gatilho de arma de fogo.

Essa é uma das causas mais comuns de dor, edema e perda de função das mãos, acometendo com mais frequência o anular (quarto dedo) e o polegar (primeiro dedo) da mão dominante. No entanto, pode ocorrer em qualquer dedo e até mesmo nas duas mãos.

Essa inflamação atinge com maior frequência as mulheres de meia idade e também os pacientes com artrite reumatoide.

Geralmente os sintomas são piores logo pela manhã. Os principais são:

  • Leve desconforto nos dedos
  • Dor na base dos dedos ou na mão
  • Inchaço e endurecimento do dedo
  • Estalido no dedo ao dobrá-lo e esticá-lo

O diagnóstico é feito principalmente através do exame clínico. Já o tratamento conservador é realizado através da fisioterapia e terapia da mão, imobilização/uso de órtese, medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, injeções locais de corticoide e, em casos mais graves, pode-se realizar cirurgia.